sexta-feira, 18 de Abril de 2014

Han Solo em carbonite à escala real

A Sideshow Collectibles já tem para pré-venda a estátua do Han Solo em carbonite à escala real,medindo mais de dois metros de altura!Para os afortunados fãs de Star Wars que possam gastar 6.999,00 Dólares,esta é uma boa prenda de Páscoa!

Uma santa Páscoa!

O SWCP deseja a todos os seus sócios,familiares,amigos e leitores uma santa Páscoa!

quinta-feira, 17 de Abril de 2014

Uday Hussein era fã de Star Wars?

As forças paramilitares de Saddam Hussein,as denomibadas Feddayeen que foram o último bastião defensivo deste ditador iraquiano desde 1995 a 2003,tinham uns capacetes que eram uma réplica exata do capacete do Darth Vader,tendo inclusivé uma inscrição ao lado de uma silhueta do ditador que dizia: "O Lorde,a terra natal,o líder".Uday Hussein o filho de Saddam e líder desta força paramilitar,era um fã de filmes e do uniforme do Darth Vader,talvez venha daí a origem destes capacetes.Fotos dos capacetes: nuke.combat-helmets.com
 

quarta-feira, 16 de Abril de 2014

O vencedor do passatempo DK

O Carlos Duarte já recebeu o prémio relativo ao passatempo DK .Parabéns ao vencedor!Brevemente teremos novo passatempo,fiquem atentos às nossas notícias.

Entrevistas SWCP: Michael Nankin

Michael Nankin é um realizador e produtor americano que tem trabalhado em vários filmes e séries televisivas como: Defiance,RedFaction,Caprica,Heroes,Eureka,Invasion,entre outros. 
SWCP: A série de ficção científica `Defiance´terminou a sua primeira temporada em Portugal, tendo conquistado os portugueses fãs de ficção científica. Fale-nos um pouco do seu trabalho nesta série.
M.N: O meu cargo é "diretor produtor", que significa dirigir um número dos episódios e supervisionar os realizadores dos episódios restantes. DEFIANCE, como muitos programas de TV americanos, possui os seus escritores e produtores de escrita baseado em Los Angeles enquanto que as rodagens da série acontecem em outros locais menos caros.
DEFIANCE é filmado em Toronto, Canadá, e eu sou o responsável por tudo o que acontece lá. Eu supervisiono o guarda-roupa, design de produção e os castings, bem como fazer o meu melhor para manter o elenco e a equipa feliz e a trabalhar bem. Eu não escrevo sobre a série, mas sou quem interpreta os scripts. Colaboro com os produtores em Los Angeles, bem como o estúdio e a rede da internet. Criativamente, a minha abordagem para a série é "encontrar a humanidade" em cada cena. O grande benefício de uma série que envolve raças de extraterrestres, é que você começa a examinar o que significa ser humano.
SWCP: É verdade que o seu primeiro filme foi feito em 1976 e que se chamava ´Gravidade’? Que recordações tem dessa época?
M.N: Na verdade, o meu primeiro filme foi chamava-se  "The Advent of the No-Belch Cucumber"que eu fiz quando eu tinha 10 anos de idade, depois de me ter sido oferecida pelo meu avô uma câmara de filmar de 8mm.Era uma história sobre um pepino que comeu uma família. Eu fiz o `Gravidade´ como um estudante universitário. Era uma paródia de filmes de ciência horrível da década de 1950 que foi apresentado na escola. O orçamento do filme foi de US $300 e o filme ganhou um prémio de US $1.000 no primeiro concurso. Foi quando decidi tornar-me num cineasta. `GRAVIDADE´ venceu dezenas de festivais de cinema. Foi um trabalho de amor e algo que me fez rir. Não tinha ideia que seria apreciado por qualquer outra pessoa ou ter qualquer tipo de sucesso. O filme foi filmado numa câmara de 16mm Bolex emprestada que só podia trabalhar durante 20 segundos antes de parar. 

SWCP: Como surgiu a oportunidade de se envolver na nova série de Battlestar Galactica em 2005?
M.N: Eu não estive envolvido desde o início no projeto. Enquanto BATTLESTAR estava a começar sua primeira temporada, eu estava a desenvolver uma mini-série com o David Eick (produtor executivo de BATTLESTAR) para a rede Syfy e o projeto foi cancelado. Pedi ao David se ele poderia pôr-me a dirigir a BATTLESTAR porque eu precisava de dinheiro. Eu não tinha visto a série, mas depois de ter trabalhado nela em apenas dois dias, eu percebi que eu tinha caído em algo maravilhoso. E continuei a dirigir oito episódios.
SWCP: É um fã de ficção científica? O que o atrai mais nesta temática?
M.N: Não me importo sobre o género.Já filmei faroeste, piratas, Sci-Fi, drama familiar, histórias policiais, terror, comédia e para mim o trabalho é o mesmo; como você faz os personagens viver; como você faz as cenas emocionantes e reais; Como é que diz a verdade? O meu género favorito é aquele que ainda não fiz. 

SWCP: Para si, o que é mais difícil? Realizar ou produzir um filme?
M.N: Realizar é o mais difícil e mais gratificante trabalho no planeta.
SWCP: Que mensagem quer enviar aos seus fãs?
M.N: É muita gentileza sua, assumir que eu tenho fãs. Se houver algum, a minha mensagem é: Divirta-se!






 ENGLISH VERSION:

Michael Nankin is an American director and producer who has worked in several renowned films and TV series such as: Defiance, Battlestar Galactica, Red Faction, Caprica, Heroes, Eureka, Invasion, among others.
SWCP: The sci-fi series `Defiance´ is about to finish the first season in Portugal, having captivated Portuguese science fiction fans. Tell us a bit more about your work on this series.
M.N: My job title is "directing producer" which means I direct a number of the episodes and supervise the directors of the remaining episodes. DEFIANCE, like many American TV shows, has its writers and writing producers based in Los Angeles while the actual shooting of the series happens in other, less expensive locations. DEFIANCE is shot in Toronto, Canada, and I am in charge of everything that happens there. I supervise wardrobe, production design, casting, as well as do my best to keep the cast and crew happy and working well. I do not write on the show, but am the one who interprets the scripts. I collaborate with producers in Los Angeles as well as the studio and the network. Creatively, my approach to the show is to "find the humanity" in every scene. The great benefit of a show involving races of aliens is that you get to examine what it means to be human. 

SWCP: Is that true that your first film was a short film called `Gravity ‘in 1976? What memories do you have of these times?
M.N: Actually, my first film was called "The Advent of the No-Belch Cucumber" which I made when I was 10 years old, after having been given an 8mm movie camera by my grandfather. It was a story of a cucumber eating a family. I made GRAVITY as a college student. It was a parody of the awful 1950's science films I was subjected to in school. The budget of the film was $300 and the film won a $1,000 prize in its first contest. That was when I decided to become a filmmaker. GRAVITY went on to win dozens of film festivals. It was a labor of love--something that made me laugh. I had no idea it would be appreciated by anyone else or have any kind of success. The film was shot on a borrowed hand-wind Bolex 16mm camera that could only run for 20 seconds before stopping. It kept the pace of the film sharp. 
SWCP: How the opportunity come to get involved as a regular director for the reimagined Battlestar Galactica series in 2005? 

M.N: I was not involved at the inception of the project. While BATTLESTAR was starting its first season, I was developing a mini-series with David Eick (executive producer of BATTLESTAR) for the Syfy network and the project was terminated. I asked David if he could get me a directing job on BATTLESTAR because I needed the money. I had not seen the series, but after working on it for 2 days, I realized I had fallen into something wonderful. I stayed on and directed 8 episodes. 

SWCP: Are you a sci-fi fan? What attracts you more on this theme?
M.N: I don't really care about genre. I have shot westerns, pirates, sci-fi, family drama, police stories, horror, comedy--and for me the job is the same--how do you make the characters live; how do you make the scenes exciting and real; how do you tell the truth? My favorite genre is the one I haven't done yet.
SWCP: What is most difficult for you: Direct or produce a film?
M.N: Directing is the hardest and the most rewarding job on the planet.
SWCP: What message would you like to send for your fans?
M.N: It's very kind of you to assume I have any fans. If there are any, my message is: Enjoy! 

terça-feira, 15 de Abril de 2014

Sabia que...

Sabia que a câmara de filmar usada em Star Wars:Uma nova esperança(1977) foi vendida por um valor recorde num leilão realizado em Los Angeles em 2011 pelo preço de 650 mil Dólares?A câmara Panavision PSR 35 mm passou a ser o equipamento usado mais caro já alguma vez leiloado em Hollywood.Esta câmara pertencia à coleção de Debby Reynolds .O comprador(anónimo) levou ainda um kit completo de acessórios e uma foto do G.Lucas ao comando da câmara.Fonte: www.pipocamoderna.virgula.uol.com.br

segunda-feira, 14 de Abril de 2014

Entrevista ao Michael Nankin

Não percam na próxima quarta feira uma entrevista em exclusivo ao realizador/produtor de Defiance,Michael Nankin.

Diorama Soldados Clone

Este diorama composto por figura de ação dos soldados clone e um tanque ficou mais composto com a colocação de duas figuras em cartão a fazerem de moldura à vitrine.Enviem-nos fotos e usem a imaginação!

domingo, 13 de Abril de 2014

Entrevistas SWCP: Theresa Tilly

A Atriz americana Theresa Tilly participou em diversos filmes e séries: A noite dos mortos-vivos,Old Days,Family Law,entre outros.
SWCP: Notabilizou-se no filme de terror realizado por Sam Raimi`Evil Dead´.Que recordações guarda da sua participação nesse filme?
T.T: Lembro-me afetuosamente da excitação e da paixão que tivemos em pensar apenas na criação de um filme -algo que não acontecia muitas vezes a uma menina de Detroit. Nós eramos todos ainda muito jovens e inocentes e nunca tínhamos feito nada tão grande. Pouco nos interrogámos acerca do filme já que depositámos a nossa confiança no Sam, Bruce e Rob. Contudo, a realidade é áspera e logo depois do passeio pela baixa de Tennessee na carrinha do Scotty,aprendemos que o nosso destino não seria assim tão romântico. Vivíamos em quartos apertados com as meninas a compartilharem a única cama e dois beliches do exército no dormitório. Eramos multifuncionais, atores e membros da equipa, mantendo as nossas acomodações nos intervalos das rodagens. O tempo foi muito mais frio do que alguma vez tinha antecipado para as rodagens cansativas à noite. A inexperiência de todo o elenco lanças e equipa, necessitou que fizéssemos muitos Takes e no fim todos nós permanecemos em Morristown muito mais tempo do que o esperado. O argumento só continha aproximadamente 30 páginas ou mesmo assim e não continha quaisquer detalhes do que aconteceria de fato. Por exemplo, a cena da Ellen no bosque foi escrita como “Os bosques atacam a Cheryl”. Nenhum de nós teve qualquer ideia no que aquilo daria! Usámos umas lentes de contato que nos deixavam "cegos “durante a maior parte das rodagens das nossas cenas, enquanto estávamos cobertos "de sangue" dos mortos numa noite de Inverno bastante fria. 

SWCP: Por falar em recordações, já lhe aconteceu alguma situação engraçada durante as rodagens dum filme ou série?
T.T: Houve abundância de situações engraçadas, não engraçadas,HA!HA! (Risos), mas de enlouquecer engraçadamente tipo “o que está a acontecer?” Um de que "afetuosamente" me lembra, foi que ficou decidido que para mostrar de fato que a Shelly estava finalmente morta, eles tinham de ver as suas partes de corpo a separaram-se. Assim nessa cena “as partes do corpo ficariam espalhadas pelo chão”. Eles tinham-me convencido eu tinha de ser pregada na cave da cabana, cheia de maquilhagem e com lentes de contato. Fiquei completamente petrificada pelo facto de ser incapacidade de ver e de ter toda aquela maquilhagem exagerada na minha cara ficando incapaz de tocar na minha cara.
Adicionalmente, a ideia de ter aranhas, cobras, ratos, etc,a rastejarem à minha volta, perto do meu corpo era horrível. Eles convenceram-me eu ficaria bem já que o Bruce e o Teddy também estariam lá em baixo a verem as partes do meu corpo espalhadas. Permaneci calma durante um longo período de tempo mas pouco depois, comecei a perguntar quando é que aquilo acabaria. Ninguém respondeu! Foi então que me apercebi de que ambos (O Tim Philo e o Sam) tinham adormecido! Depois de muito gritar em pânico, eles lá acordaram e colocaram-me nós na sepultura. Só neste dia fiquei logo desapontada pelas rodagens, e isto foi apenas uma piscadela das preocupações que tivemos durante todas as rodagens.
SWCP: É também uma atriz vocal. Há algum personagem icónico que gostaria de dar a sua voz?
T.T: Gostei de ser a primeira mulher a anunciar os prêmios ESPY e anunciei muitas séries populares de televisão sendo a minha favorita a voz do comercial do funeral em casa “Six Feet Under”. Contudo, desde que a minha filha saiu do colégio decidi regressar aos estúdios e tem sido tão divertido. Agora mesmo estou a trabalhar numa peça em Hollywood chamada Private Eyes onde desempenho o papel do Frank! Terminei de rodar um filme do Big Foot na Carolina do Norte onde me disseram que é lá que o Big Foot habita - espero ver esse filme no próximo ano intitulado“ Stomping Ground”dirigido pelo Dan Rieser. Também tenho um papel secundário numa comédia romântica dirigida pelo Michael Rosenbaum (de Smallville) que se estreará brevemente intitulada “Old Days”.
E não me deixem esquecer de “Oz the Great and the Powerful”onde tive um dos melhores momentos da minha vida no estúdio durante aproximadamente um mês novamente com o Grande Sam Raimi, com um maior orçamento desta vez!Também tenho vários comerciais a decorrer, inclusive um sobre o Taco Bell que é muito engraçado onde sou a mãe que se divertiu demasiado no casamento da minha filha!
SWCP: Fale-nos do novo projeto piloto em televisão`Dangerous Women´em que contracena com as outras principais atrizes de `Evil Dead´.
T.T: A série `Dangerous Women´está procurando um final! Eu e as outras atrizes gostamos de trabalhar juntas novamente. Um grande amigo e fã, o David O’Malley, escreveu que o episodio piloto e nós estávamos esperando pelo dinheiro e "o fim" chegou mesmo antes de podemos terminá-lo. O episódio piloto está atualmente online em:
SWCP: É uma fã de filmes de terror?
T.T: Tentei ver filmes de terror desde que fiquei amiga de muitos atores daquele género de filmes. Mas realmente não posso ficar em pânico! Sei que soa loucamente mas realmente acho que é perturbador e tenho problemas em adormecer! Na maior parte não, mas apenas para dar-lhe uma ideia da minha preferência de filmes; no ano passado o meu filme favorito foi `We Amor´ - o filme francês que esteve nomeado para um Óscar!
SWCP: Que mensagem quer enviar aos seus fãs?
T.T: Fico emocionada por saber que há tantas pessoas fãs do `Evil Dead´ original! Tenho a certeza que você ouviu que nós as três (atrizes) não fazíamos ideia de que este filme tivesse tanto sucesso e que tantas pessoas gostaram dele. Nem sequer o tinha no meu resumo de atriz até há aproximadamente 8 anos. Gosto de ser a uma parte deste icónico filme e de ter conhecido gente de todo o mundo e ouvir as suas histórias de como eles descobriram o filme e como o adoram. Obrigado pela vossa paixão pois trouxe-me muita alegria! 

ENGLISH VERSION: 

The American actress Theresa Tilly participated in several movies and series such as: Evil Dead, Old Days, Family Law, among others.
SWCP: You are well recognized in the Sam Raimi´s cult horror film `Evil Dead’. Which memories do you keep of your participation in this movie?
T.T: I fondly remember the excitement and passion we all had in just thinking about making a movie-not something that often happened to a girl from Detroit. We were all so very young and innocent and had never done anything so grand. We hardly questioned anything that was asked of us since we put our complete trust in Sam, Bruce and Rob. However, reality is harsh and soon after the drive down to Tennessee in Rich Demanicor’s (Scotty) van we learned of our not so romantic fate. We lived in tight quarters with the girls sharing the only bedroom- one bed and two army cots. We were multi-functional, actors and crew members, maintaining our accommodations in between shoots. The weather was far colder than any had anticipated for the grueling night shoots. The inexperience of all-cast and crew- required many takes and in the end we all remained in Morristown far longer than expected.
The script was only about 30 pages or so and in it there were no details of what would actually happen. For example, Ellen’s scene in the woods was written as “the woods attack Cheryl”. None of us had any idea that it would become what it is! We had no idea we’d be wearing those blinding lenses for a lot of our shooting while covered in “blood” in the dead of a cold winter night.
SWCP: Speaking of memories, did already happen any kind of funny situations with you during the shots?
T.T: There were plenty of funny situations, not funny ha ha, but funny maddening or “what is going on?” One that I “fondly” remember; It was decided that in order to show that in fact Shelly was finally dead, they needed to see her body parts separated. Thus the “body parts strewn on the floor” scene. They’d convinced me I needed to be nailed into the cabin floor, in full makeup, with contacts. I was completely petrified of the idea of not being able to see and have all that goo on my face and not being able to touch my face. Additionally, the idea of having spiders, snakes, rate etc. crawling around near my body was horrifying. They convinced me I’d be all right since Bruce and Teddy would also be down there too portraying one of my body parts scattered. I remained calm for a long period of time and then began asking when this would be over. No one answered! I then realized both Tim Philo(the DP) and Sam had fallen asleep!  After a lot of shouting and panic stricken screaming they awoke and released us from our grave. To this day I am disappointed in the shot itself, just a blink of an eye really when you think of the trouble we went through to shoot it. 



SWCP: You are also a voice-over. Is there any iconic character that you would like to play?
T.T: I loved being the first female announcer for the ESPY awards and announced many hit TV series my favorite being the voice of the funeral home commercial on “Six Feet Under”. However, since my daughter went off to college I decided to get back on stage and its been so much fun.
Right now I’m in a play in Hollywood called Private Eyes playing the role of Frank! I just finished shooting a Big-Foot movie in North Carolina where they tell me Big-Foot resides- hope to see that out next year it’s called “Stomping Ground” directed by Dan Rieser. I also have a supporting role in a romantic comedy directed by Michael Rosenbaum from (Smallville) coming out soon “Old Days”. And don’t let me forget “Oz the Great and the Powerful” where I had the time of my life on the set for about a month with the Great Sam Raimi again, bigger budget this time!! I also have several commercials running including a very funny Taco Bell where I am the mother who’s partied a little too hard at my daughter’s wedding!
SWCP: Tell us about the new TV Pilot Project "Dangerous Women “where you starring with other female leads from "Evil Dead".
T.T: The Dangerous Women series is looking for an ending! The other Ladies and I loved working together again. A dear friend and fan, David O’Malley wrote the pilot and we’re hoping the money and the “ending” comes through so we can finish it. The pilot currently lives on-line at:
SWCP: Are you a fan of horror movies?
T.T: I have tried to watch horror movies since I have become friends with many actors of that genre. But I really can’t take the scare! I know it sounds crazy but I do find it disturbing and have trouble sleeping! So mostly not, just to give you an idea of my movie taste; last year my favorite film we Amor-the French movie that was up for an Oscar!
SWCP: Would you like to leave a message for your fans?
T.T: I am thrilled that so many people are fans of the original Evil Dead! As I am sure you’ve heard, the 3 of us had no idea it was such a hit and so many people liked it. I didn’t even have it on my acting resume till about 8 years ago. I love being a part of this iconic movie and have such a blast meeting people all over the world and hearing their stories of how they discovered ED and how they love it. Thank you for your passion it has brought me a lot of joy!







sábado, 12 de Abril de 2014

Parcerias SWCP:Novidades da BD Mania


A nossa parceria BD Mania está com algumas promoções e novidades:
Um mês com tantos nºs 1, entre eles uma nova série de Mark Millar, e com um novo livro de Alan Moore à frente de um impressionante lote de novidades, só podia ser bom. Para mais com dois filmes como Captain America: The Winter Soldier (descubra a nossa promoção) e Noah (a adaptação em BD chegou e está disponível), o regresso em força de Walking Dead (novo volume e nova série de action figures) e Game of Thrones (novo hardcover e mais figuras em PVC), e alguns dias de férias para muitos, então é mesmo EM GRANDE!
E, para nós, poderá ainda ser maior. É que estamos muito perto de chegar aos 6.000 clientes registados. Por isso, para juntar as duas coisas, agende a sua visita e traga um amigo consigo para lhe dar a descobrir um fantástico mundo onde o sonho, a criatividade e a fantasia ainda reinam e ajudam a esquecer os "dias cinzentos".
 

Promoção Captain America

Desconto 30% em todos os artigos

Com o filme Captain America: The Winter Soldier no cinema a prolongar o sucesso de The Avengers e, simultaneamente, a servir de prequela para o próximo filme da franquia, o timing não podia ser melhor para lançar esta promoção: oferecemos 30% de desconto em todos os comics, TPBs, hardcovers, action figures ou outros artigos de merchandising do Captain America! Promoção válida a partir de hoje e enquanto o filme estiver em exibição em Portugal. Por isso, reaja rápido e tire o máximo proveito!  
Nota: artigos a aguardar levantamento não têm desconto. 

Merchandising

The Walking Dead TV Series 5 é uma das novidades que chegaram este mês. Mas há mais... 
...como as novas PVC figures de Game of Thrones, as action figures de Breaking Bad, deDC New 52, t-shirts de Star Wars, entre outras, uma ou outra estátua, várias reposições e o mais que pode descobrir visitando-nos.  

Até 30 de Junho: 
Portes grátis!

Todos os meses enviamos centenas de artigos para todos os cantinhos de Portugal. Alguns mesmo para o estrangeiro. Ajuda termos muitas vezes ainda em stock o que já não há em lado nenhum ou custa uma pipa de massa. Pois agora temos mais uma coisa para "facilitar" principalemnte quem mora longe e não nos pode visitar com frequência: até 30 de Junho oferecemos os portes em todas as encomendas de livros (TPBs, hardcovers, manga e álbuns formato franco-belga) de valor superior a 30 € pré-pagas! Envie-nos já o seu pedido ou a sua "wanted list" e aproveite esta oferta! (Nota: envio de comics ou merchandising não é abrangido por esta promoção)