quarta-feira, 29 de Outubro de 2014

Entrevistas SWCP: Dustin Heald


Dustin Heald é um multifacetado artista, especializado em efeitos especiais como: Maquilhagem,escultura,adereços especiais e design de criaturas, para filmes e teatro.
SWCP: Fale-nos do seu trabalho no filme de James Cameron `Avatar´.
D.H: Nessa altura, estava a trabalhar para o Stan Winston, no departamento de moldes. Eu estava na equipa que fabricou as versões dos adereços em tamanho natural dos uniformes AMP. (A maioria deles que você vê no filme foram em CGI),mas houve um que foi construído para interagir com os atores, e outra cópia que foi levada às convenções para promoção. Envolveu um monte de moldes, alguns tão grandes quanto a metade da frente de um carro. Os moldes foram feitos em silicone e fibra de vidro e as peças que escolhemos para os moldes eram de fibra de vidro. Demos então a  


essas peças de fibra de vidro um acabamento automotivo, usando Bondo e muito lixamento. Em seguida, demos uma camada de Primer e enviámos para os engenheiros os colocarem juntos, como um quebra-cabeças gigante. Na verdade não vi o Amp Suit terminado até o trailer do filme ter saído quase dois anos depois!
SWCP:É também professor de maquilhagem na escola E.I.Quais são os principais fundamentos que ensina nessa escola?
D.H: Ensinei na E.I.entre 2007 a 2008. Os meus alunos tinham saido de cursos de beleza e maquilhagem de moda, então a primeira coisa que eu lhes ensinei foi como fazer maquilhagem corretiva que faz parecer com que o ator não esteja a usar maquilhagem. Isto pode ser muito desafiador, especialmente para alguém que é hábil em maquilhagem de passarela da alta-costura. A partir daí passo para algumas noções básicas de efeitos especiais de maquilhagem. A aplicação de capa careca, simulação de ferimentos e depois a maquilhagem prostética do personagem. O foco principal da minha turma foi a consciência de quão alto as câmaras de alta definição usadas nos filmes e televisão hoje em dia, mostram tudo até ao mais ínfimo pormenor, então as maquilhagens têm que ser impecáveis e convincentes. 

SWCP: Se fosse convidado a trabalhar nos próximos filmes de Star Wars,que personagens gostaria de maquilhar?
D.H: Trabalhar num filme de Star Wars seria um sonho tornado realidade, especialmente porque cresci no norte da Califórnia, no final da estrada da base do George Lucas. A  Industrial Light and Magic e a loja de magia das criaturas, sempre foram uma inspiração para mim e eu sempre esperei trabalhar lá algum dia. Se tivesse de tratar do design de um dos personagens para os filmes novos, acho que seria divertido esculpir o Almirante Ackbar 30 anos mais envelhecido ou talvez o Nien Nunb.Estes personagens que só apareceram nos filmes originais durante alguns segundos, tenho muito afeto por eles. Seria divertido imaginar como seriam eles quando envelheceram, adicionando rugas e dobras. 

SWCP: Que tipo de adereços especiais fez para o filme Indiana Jones e o reino da caveira de cristal?
D.H: Para o Indiana, eu estava a trabalhar novamente para o Stan Winston. Criámos estes incríveis casulos de sarcófagos alienígenas onde era suposto os conquistadores lá estarem quando foram descobertos. Infelizmente, o Spielberg mudou de ideia no último minuto e tínhamos todo o nosso trabalho envolto em panos para se parecer como múmias. Aparentemente, ele não queria dar o elemento de "alien" cedo demais no filme. Você pode ter um vislumbre de um dos mais pequenos  


casulos no início do filme, quando encontrarem o cadáver alienígena no armazém. Também trabalhei no molde para a cobra que foi usada para tirar o Indiana das areias movediças.  
Basicamente é uma cobra de silicone com uma corda, a ser puxada. Fiz ainda um muito trabalho de preparação sobre os esqueletos de cristal, antes de estes serem moldados. Você na verdade pode ver-me num dos documentários (Nos bastidores) "As ossadas da areia".
SWCP: Que tipo de materiais usa para fazer as suas máscaras?
D.H: A maioria das máscaras que crio atualmente, são de látex de borracha, como as boas e antiquadas máscaras de Halloween, só que mais grossas e com mais pormenores de pintura. Começo com uma escultura, geralmente em argila WED. (uma argila à base de água) Quando a escultura estiver completa, selo-a e crio um molde, geralmente de pedra a Ultracal 30 ou Hydrocal. O molde é então preenchido com látex e fica a secar por algumas horas. Então, despejo o excesso de volta para o balde e deixo-o a descansar de cabeça para baixo durante a noite. Em seguida, a máscara é removida do molde, a costura é cortada, os defeitos são corrigidos, e então a máscara é pintada usando uma combinação de tinta PAX, pigmentos de látex e tintas de ilustrador de pele. Adiciono o brilho aos olhos e dentes, e em seguida, adiciono detalhes como cabelo, por exemplo.
SWCP: Que conselhos pode dar àqueles que gostariam de seguir uma carreira como a sua? 

J.H: Para ter sucesso em efeitos especiais de maquilhagem, você de se estar realmente apaixonado por essa arte. Tirar um curso não é o suficiente, você deve se dedicar a aprender novas técnicas e habilidades constantemente e o mais importante, praticar bastante! Pare de perder tempo e pegue num bocado de barro agora! Existem muitas disciplinas que você precisa dominar. Você tem que aprender escultura, pintura, moldes, maquilhagem, anatomia, teoria da cor, etc. Você tem que ler tudo o que puder encontrar sobre o assunto, conhecer outros artistas, fazer perguntas, tornar-se obcecado. Não tenha medo de fazer uma bagunça. Não tenha medo de cometer erros e aprenda com eles. Se você não tiver certeza de como resolver um problema, então você tem de experimentar e encontrar a sua própria solução. Assente tudo e consulte as suas notas muitas vezes. 
Há tantos recursos hoje em dia com a Internet. Não é como quando eu tinha 10 anos; Tentando encontrar o out-of-print de livros sobre o assunto. O verdadeiro truque é passar muito tempo a praticar, pesquisar e desenvolver um olhar para o que parece realista. Então você tem de ter uma vontade de trabalhar em freelance, o que é difícil, porque você está constantemente à procura de um novo trabalho devido ao fato de que a maioria dos projetos são relativamente curtos. É muito raro conseguir uma posição a tempo integral num laboratório de FX e de nunca ter a necessidade de procurar mais trabalho. Eles tendem a contratar pessoal quando começam um filme e depois mandam toda a gente embora quando o filme estiver terminado.
Obrigado por terem-me contactado. Foi um prazer! 

ENGLISH VERSION:
Dustin Heald is a multifaceted artist, specializing in make-up effects, sculpture, special props and character design for films, television and theater. 


SWCP: Tell us about the work you did for James Cameron´s film `Avatar´.
D.H: I was working for Stan Winston in the mold department at the time. I was on the team that fabricated the life-size prop versions of the amp suits. (Most you see in the movie were CGI, but there was one that was built for the actors to interact with, and another copy that was taken to conventions for promotion. It involved a lot of molds, some as big as the front half of a car. The molds were made out of silicone and fiberglass, and the pieces which we cast in the molds were fiberglass. We then gave these fiberglass pieces an automotive finish using Bondo and a lot of sanding. Next they got a coat of primer and were sent them back down the hall to the engineers who put them together like a giant puzzle. I actually didn't see the finished Amp Suit until the trailer for the film came out almost 2 years later!
SWCP: You are also makeup teacher at E.I School. What are the key fundamentals that you teach in this school?
D.H: I taught at E.I back in 2007 – 2008. My students were coming out of courses in beauty and fashion makeup, so the first thing I taught them is how to do corrective makeup that looks like the actor is wearing no makeup at all. This can be very challenging, especially for someone who is skilled at high fashion runway makeup. From there I would move into some basics of Special Makeup Effects. Bald cap application, injury simulation, and then prosthetic character makeup. The major focus in my class was awareness of how high definition cameras used in film and television these days show everything down to the tiniest detail, so the makeups have to be flawless and convincing even up close. 

SWCP: If you were invited to work on the new Star Wars films, which character would you like to makeup?
D.H: Working on a Star Wars film would be a dream comes true, especially since I grew up in northern California, just down the road from George Lucas' home base. The Industrial Light and Magic Creature shop was always an inspiration to me, and I always hoped to work there someday. If I got to design one of the characters for the new films I think it would be fun to sculpt Admiral Ackbar aged 30 more years or maybe Nien Nunb. Those characters who only appear in the original films for a few seconds are very endearing to me. It would be fun to imagine how they would have aged, adding wrinkles and folds.
SWCP: What kind of special props did you make for `Indiana Jones and the kingdom of the crystal skull? 

D.H: For Indy, I was working again for Stan Winston. We created these amazing alien looking sarcophagus cocoon things which the conquistadors were supposed to be in when they were discovered. Unfortunately, Spielberg changed his mind at the last minute and had all of our work wrapped in cloth to look like mummies. Apparently he didn't want to give away the “alien” element too early in the film. You can catch a glimpse of one of the smaller cocoons earlier in the film when they find the alien corpse in the warehouse. I also worked on the mold for the snake that's used to pull Indy out of the quicksand. It's basically a silicone snake with a rope running down the middle. And I did a lot of prep work on the crystal skeletons before they were molded. You can actually see me in one of the “behind-the-scenes” documentaries sanding bones. 

SWCP: What kind of tools and materials do you use to do your masks?
D.H: Most of the masks I create these days are latex rubber, just like good old fashioned Halloween masks, except thicker, and with more detailed paint jobs. It starts with a sculpture, usually in WED clay. (a water based clay) When the sculpture is complete I seal it and create a mold, usually out of Ultracal 30 or Hydrocal stone. The mold is then filled with latex and allowed to “dwell” for a couple of hours. Then I dump the excess back into the bucket and let it sit upside down overnight. Next the mask is removed from the mold, the seam is trimmed, any flaws are patched, and then the mask is painted using a combination of PAX paint, latex pigments, and Skin Illustrator inks. I add gloss to the eyes and teeth, then add finishing touches like hair.
SWCP: What advice would you like to send for those who would like to follow a career like yours?
D.H: To succeed in Special Makeup Effects you really have to be in love with the craft. Taking a course is not enough, you must dedicate yourself to learning new techniques and skills constantly, and most importantly, practice a lot! Stop wasting time and grab some clay right now! There are so many disciplines you need to master. You have to learn sculpture, painting, mold-making, makeup, anatomy, color theory, etc. You have to read everything you can find on the subject, meet other artists, ask questions, and become obsessed. Don't be afraid to make a mess. Don't be afraid to make mistakes and learn from them. If you aren't sure how to solve a problem you have to experiment and come up with your own solution. Write everything down and refer to your notes often. 

There are so many resources nowadays with the internet. Not like when I was 10 years old trying to find out-of-print books on the subject. The real trick is spending lots of time practicing and researching, and developing an eye for what looks realistic. Then you have to have a willingness to work freelance, which is difficult because you constantly have to find new work due to the fact that most projects are relatively short lived. It's pretty rare to get
a full time position at an FX lab and never need to look for more work. They tend to “crew-up” when they start a film, and then lay everyone off when the movie is done.
Thank you for reaching out to me. It's been a pleasure.







O regresso de Revan

Vai ser lançado a 9 de Dezembro,uma nova versão digital para o jogo SWTOR com cinco novos níveis em que surge entre o Império Sith e a República galáctica um novo setor de extremistas liderado pelo enigmático Jedi Darth Revan.As pré-vendas estarão disponíveis a partir de 2 de Novembro.
Fonte: http://www.swtor.com

domingo, 26 de Outubro de 2014

Spot Comic Con Portugal 2014

Enciclopédia Star Wars Rebels: R2D2 e C3PO

R2 D2 e C3PO: Estes dois dróides têm um papel vital na recente história da Galáxia.Apesar das suas personalidades não puderem ser mais diferentes,de alguma forma,eles sempre se mantêm unidos.Agora que são propriedade do secreto senador rebelde Bail Organa,foi-lhes atribuida uma nova missão: Ajudarem Pryce o governador imperial a negociar um acordo de armas no qual se encontrarão com alguns dos rebeldes.

sábado, 25 de Outubro de 2014

Entrevistas SWCP: Claudia Christian

Claudia Christian é uma atriz,cantora,realizadora e escritora Americana que tem participado em diversos filmes e séries televisivas como: Babylon 5,Mad about you,Maniac Cop,Atlantis: The lost empire,Space Rangers, entre outros. 
SWCP: Fale-nos do seu papel na série Babylon 5.
C.C: Adorei fazer a Babylon 5, singularmente foi a melhor experiência de TV da minha carreira com 30 mais de anos e conheci amigos para sempre nesses estúdios. 

SWCP: É também cantora e música, tendo inclusive a colaboração de alguns dos atores de Babylon 5 no álbum `The be five´.Como os convenceu a participarem? Há algum deles que poderia seguir uma carreira como músico?
C.C: O CD `Be five´foi ideia do Bill Mumy, dou-lhe todo o crédito por ter conseguido colocá-lo reuni-los, foi um estouro! A Mira tem feito alguns álbuns e outros membros do elenco também cantam.
SWCP: Tem participado em acções de caridade como por exemplo a divulgação do método Sinclair-Uma cura para o alcoolismo. Como se envolveu neste tipo de acções? 
C.C: Comecei a minha fundação sem fins lucrativos (www.cthreefoundation.org ) para ajudar as pessoas viciadas em álcool. Tive as minhas próprias lutas com as bebidas e o método Sinclair salvou a minha vida, então agora dedico o meu tempo a promover esta causa, salvando e acessando um fácil tratamento para pessoas com AUD (transtorno de uso de álcool). 

SWCP: O seu primeiro papel na Televisão foi como atriz convidada na popular série `Dallas’. Que memórias guarda desses tempos? 
C.C: Dallas? O que posso lembrar-me claramente é que o Larry Hagman foi vestido com umas Lederhosen (Calças de couro largas e curtas da região da Baviera) enquanto estava a dirigir o episódio, ele era hilariante... 
SWCP: Sabemos que depois de participar em inúmeras convenções, decidiu conceber a sua própria convenção intitulada `Claudia Con UK´ que decorreu no Reino Unido em 2011.Porquê? 

C.C: Concebi a Claudia Con porque queria que os fãs tivessem a oportunidade de tirar fotos, vídeos, cumprimentarem-me, abraçarem-me e sair com celebridades em vez de estarem separados por cordas e regras.
SWCP: Só por curiosidade, é fã de Star Wars? 

C.C: Só vi apenas um filme de Star Wars, o original.
SWCP: Quer enviar alguma mensagem aos seus fãs?
C.C: Para os meus fãs: Agradeço o apoio e o amor que vocês têm demonstrado através dos anos e espero que possa continuar a entretê-lo nas próximas décadas!
ASSISTAM A " UMA PEQUENA PÍLULA" - UM FILME-DOCUMENTÁRIO QUE VAI FAZER COM QUE VOÇÊS SE QUESTIONEM SOBRE TUDO O QUE SE TEM DITO SOBRE O ALCOOLISMO!
Claudia Christian



 

ENGLISH VERSION:

Claudia Christian is an American actress, writer, singer and director, who participated in several films and Television shows such as: Babylon 5, Mad about you, Maniac Cop, Atlantis: The lost empire, Space Rangers, among others.  
SWCP: Tell us about your work on TV show `Babylon V´. 

C.C: I loved doing Babylon 5, it was singularly the best TV experience of my 30+ year career and I met life long friends on that set!
SWCP: You´re also a musician, having released an album called `The be five ‘with the collaboration of some Babylon 5 actors. How did you get them to participate? Some of them would have a future as a musician or singer? 

C.C: The Be 5 CD was Bill Mumy’s idea, I give him full credit for putting it together, it was a blast! Mira has gone on to make albums and other cast members sing as well.
SWCP: You start advertising the Sinclair Method, to cure alcoholics, as your main charity work. How did you get involved in this kind of charity? 
C.C: I started my non profit (www.cthreefoundation.org) to help people addicted to alcohol. I had my own struggles with drinking and The Sinclair method saved my life so I now devote my time to promoting this life saving , affordable, easy treatment for people with AUD (alcohol use disorder). 

SWCP: Your first role on Television was a guest appearance on `Dallas’. What memories do you keep from those times?
C.C: Dallas? What I can clearly remember is that Larry Hagman was dressed in Lederhosen (baggy leather and short, traditional Bavarian pants) and was directing the episode, he was hilarious….
SWCP: We know that you after participating in several conventions, decided to conceive your own convention (Claudia Con UK) which took place in the United Kingdom on 2011.Why? 

C.C: I threw Claudia Con because I wanted fans to have the opportunity to take photos, video, shake hands, hug and hang out with celebrities instead of being separated from them by ropes and rules.
SWCP: Just for curiosity, are you a Star Wars fan? 

C.C: I have only seen one Star Wars film, the original one.
SWCP: Would you like to send a message for your fans?
C.C: To my fans: I appreciate the support and love you have shown me through the years and I hope I can continue to entertain you for decades to come!
WATCH ONE LITTLE PILL - A DO CUMENTARY FILM THAT WILL MAKE YOU QUESTION EVERYTHING YO U'VE BEEN TOLD ABOUT ALCOHOLISM.
Claudia Christian

quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

As aventuras de Kanan Jarrus em banda desenhada

Foi anúnciado na Comicon de Nova Iorque,uma novela gráfica editada pela Marvel da autoria de Greg Weisman que relata as aventuras de Kanan Jarrus(Star Wars Rebels) num período antes da série de animação,contando como Kanan sobreviveu à Ordem 66.O primeiro número desta novela intitula-se `O último Padawan´.Fonte: clubejade.net

quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

Entrevistas SWCP: Jake Lloyd

Jacob Christopher Lloyd,mais conhecido por Jake Lloyd,é um jovem ator norte-americano que interpretou o papel do Anakin Skywalker (em criança) no episódio I de Star Wars,tendo sido distinguido com o prémio `Jovem Artista ‘pelo seu desempenho nesse filme. 
SWCP: Como surgiu o convite para participares em Star Wars?
J.L: Acho que, quando surgiu uma audição para Star Wars, apenas tive sorte... Eles audicionaram mais de três mil crianças durante mais de dois anos para o papel. Têm- me perguntado muito sobre isso e, sinceramente, sinto-me grato e com muita, muita sorte. 

SWCP: Afinal,quem é o pai do Anakin Skywalker?
J.L: Na verdade não me lembro da resposta para isso... Lembro-me de alguém me perguntar numa entrevista como era retratar Cristo, se isso te der alguma ideia das conotações possíveis que podem ser extraídas para essa pergunta. 

SWCP: Antes da tua participação em Star Wars,foste o “filho” do Arnold Schwarzeneger no filme `Jingle all the way´.Foi o teu primeiro filme como ator?
J.L: Não, na verdade o meu primeiro papel foi `Unhook the Stars´e antes disso, fiz muitos anúncios. Fiz oitenta comerciais a partir dos cinco anos de idade, até aos dez anos, bem como cinco filmes e muitos programas de TV.A minha experiência em `Jingle all the way´ foi incrível e o Arnold foi a razão pela qual entrei na atuação. Ele era tudo o que eu esperava e muito mais. Ele foi e ainda é, um maravilhoso ator e modelo a seguir. Gostei muito da oportunidade de poder trabalhar com ele.
SWCP: Tens sido também a voz do Anakin em vários videojogos. Porque só tens sido ainda a voz desse personagem?
J.L: Porque após o meu envolvimento nas filmagens, eles queriam fazer um monte de jogos de Star Wars, então fiz a voz do Anakin, mas quando isso acabou, eu fui para a escola porque isso é que as crianças estão destinadas a fazer! Também fiz mais dobragens algumas vezes para o Dragonball Kai. 

SWCP: Como te sentiste ao veres a tua imagem em várias revistas de renome como a `Time’, com apenas 10 anos de idade?
J.L: É uma experiência fenomenal ser reconhecido pelo meu trabalho, bom ou mau, e eu sempre tive uma boa equipa atrás de mim, inclusive a minha mãe e agente. Estou muito grato pela oportunidade e de ter sido tão aparentemente, bem-sucedido.
SWCP: Que mensagem queres enviar aos fãs portugueses de Star Wars?
J.L: Muito obrigado por usarem o vosso tempo a ler esta entrevista! Vocês sempre têm sido uma base de fãs positiva, e gostaria de vos visitar um destes dias,espero que vocês sejam muito acolhedores. Se cuidem!



 
ENGLISH VERSION:

Jacob Christopher Lloyd, aka Jake Lloyd, is a young American actor who played the role of Anakin Skywalker (in child) on Star Wars: Episode I, having been distinguished with `Young Artist´ Award for his performance in this film. 
SWCP: How the invitation come to participate in Star Wars?
J.L: I guess, when it came to auditioning for Star Wars, I just got lucky… They auditioned over three thousand kids over 2 or more years for the role. I get asked a lot about this and honestly, I’m just grateful and feel very, very lucky.
SWCP: After all, who is the father of Anakin Skywalker? 

J.L: I don’t actually remember the answer to that… I do recall someone asking me in an interview what it was like to portray Christ, though, if that gives you any idea of the possible connotations that can be drawn from it.
SWCP: Before your participation in Star Wars, you were "the son of Arnold Schwarzenegger" in `Jingle all the way´. Was it your first movie as an actor?
J.L: No, actually my first role was Unhook the Stars before that I did many commercials. I did eighty commercials from the time I was five until I turned ten, as  


well as five films and many TV shows. My experience on Jingle All the Way was amazing Arnold was the reason I got into acting. He was everything I expected and more. He was and still is an amazing actor and role model. I really appreciated the opportunity to work with him.
SWCP: You ´ve been the voice of Anakin Skywalker in several video games. Why you do only played the voice of this character?
J.L: Because after filming wrapped, they wanted to do a bunch of Star Wars games, so I did the voice of Anakin but when that was over I went to school because that what kids are meant to do! I've done voice acting a few times since though been a few voices in Dragonball Kai.
SWCP: How did you feel while seeing your image in many renowned magazines like Time, for example, with only 10 years old? 

J.L: It's a phenomenal experience to be recognized for my work, good or bad, and I've always had a good team behind me, including my mother & agent I'm very grateful for the opportunity for being so seemingly successful.
SWCP: Would you like to leave a message for the Portuguese fans of Star Wars?
J.L: Thank you very much for taking the time to read this! You've always been a positive fanbase, and I would love to visit sometime I hope you guys will be very welcoming. Take care
Jake