sábado, 25 de maio de 2024

DISNEY STORE – “Dok-Ondar’s” Mystery Treasures Wave 2

 


A segunda wave dos mini-adereços "Dok-Ondar's" Mystery Treasures, já estão disponíveis nos Estados Unidos.
Nesta segunda onda, um capacete Phase 2 Clone Trooper, o busto de Darth Maul, o capacete de Ezra Bridger, o busto Nevu, o capacete Royal Gard e o busto de Taun-Taun, todos em versão Mini.
Cada caixa misteriosa é vendida por 15 dólares no website da Disney Store U.S.A
Link: https://www.disneystore.com/dok-ondars-mystery-treasures-wave-2-star-wars-417132373818.html



 

quinta-feira, 23 de maio de 2024

Star Wars Doorables Dark Side Collection


 

Estas são as novas figuras de Star Wars Doorables da Just Play. Foi na Amazon que descobrimos a nova edição especial do Lado Negro  com o Grande Almirante Thrawn, Reva, Darth Maul, Darth Vader, o Imperador Palpatine, o Conde Dooku, o General Grievous e o Kylo Ren.
O playset em forma de Estrela da Morte com todos os números é vendido por US$ 24,99 na Amazon: 
https://www.amazon.com/dp/B0CS7MBN59 



 

segunda-feira, 20 de maio de 2024

Entrevistas SWCP: David Covarrubias

 

O Designer animatrónico David Covarrubias trabalhou em todos os tipos de longas-metragens e programas de televisão: Homem de Ferro, Instintc, The Lost World: Jurassic Park, AVP2: Aliens vs. Predador 2, Avatar, The Mandalorian, entre muitos outros.

 

SWCP: Como e quando se começou a interessar a nível profissional pelos animatronics e efeitos especiais?

D.C: O meu interesse por animatrónica começou muito antes de eu saber que essa carreira existia.Quando criança, eu adorava brinquedos de robôs...brincava com eles por um tempo e depois abria-os para ver o que havia dentro. À medida que cresci,os meus pais eram donos de uma pequena empresa de fabricação aeroespacial.Aprendi fabricação manual e CNC muito jovem, mas algo sobre fazer peças para aviões sob diretrizes muito rígidas simplesmente não me atraiu.Acho que o que faltava era a capacidade de fazer as coisas do meu jeito e de ser criativo.  Passei o meu tempo livre usando o equipamento para fazer robôs com motores reciclados, peças de cortador de relva, etc. 



Gostei muito desse hobby.Mas depois do ensino médio, eu ainda não tinha ideia do que queria fazer para viver.Imaginei que provavelmente teria que me formar em engenharia e conseguir um emprego numa empresa aeroespacial.Eu não estava muito convencido, então decidi ir para a faculdade júnior por um ou dois anos enquanto descobria.Durante esse tempo, vi o  meu primeiro episódio de televisão de um programa chamado "MOVIE MAGIC"que mostrava imagens dos bastidores de como alguns dos melhores filmes de Efeitos Especiais foram feitos.  Ver as pessoas fazendo esses filmes super criativos de "robôs" foi incrível!Eu sabia naquele momento que era isso que deveria fazer.

 

 




SWCP: Fale-nos sobre o seu trabalho nas séries televisivas de Star Wars.

 D.C: Na série televisiva de Star Wars, trabalhei principalmente como designer animatrónico para a LEGACY EFFECTS, bem como um marionetista SAG durante as filmagens.Devo ter trabalhado em dezenas de droids e outros personagens numa capacidade ou outra, como o dróide Riquixá no Livro de Boba Fett, mas os mais populares foram Kuiil, o Ugnaught, e o Professor Huyang mais recentemente em Ashoka.Também fui responsável por projetar pernas robóticas para o Grogu.

 

SWCP: Trabalhou na Stan Winston Studio durante vários anos.Que memórias guarda dessa experiência? 



D.C: Tenho boas lembranças de Stan Winston e do seu estúdio. Durante o meu tempo lá, trabalhei em muitos filmes e comerciais, incluindo Gorillas para INSTINCT, Raptors para THE LOST WORLD, Dr Claw para INSPECTOR GADGET, Michael Jackson's GHOSTS, SMALL SOLDIERS, ISLAND OD DR MOREAU, etc... Também pude fazer alguns eventos ao vivo, incluindo o traje robótico construído para a aparição de Beyoncé no BET Awards, e muitos outros. Este foi um momento mágico na indústria. Tínhamos tempo, dinheiro e paixão para criar...com essa combinação, parecia que não havia nada que não pudéssemos fazer... Stan estava sempre elevando o nível. Se algo que fizemos foi ótimo no filme anterior, teria que ser ainda melhor no próximo!Ele pressionou-nos muito, mas sempre foi um empurrão na direção que queríamos ir... Era um grande homem e sinto muita falta dele.

 

SWCP: Sabemos que é um fã incondicional da seleção de futebol mexicana.O que conhece do futebol português? 



D.C: Sou um grande fã da minha seleção, bem como do CHIVAS, que é a equipa da cidade onde nasci no México (Guadalajara). Cresci com o futebol.O meu avô era jogador profissional de futebol da primeira divisão e depois passou a ser treinador... Eu ainda era muito jovem naquela época, mas ele levava-me aos treinos com frequência. Acho que o meu amor pelo desporto veio do meu avô.

No que diz respeito ao futebol português, sei que não é doloroso assistir como às vezes é quando vejo as equipas que apoio no México. Sei que vocês têm um dos melhores jogadores! Tive a sorte de trabalhar recentemente com Cristiano Ronaldo. Fizemos uma réplica dele em tamanho real que incluía alguns movimentos faciais limitados e alguns músculos iluminados programáveis... Eu era o designer mecânico e cheguei a levá-lo para o Japão, onde foi revelado pelo próprio Cristiano!Foi um momento muito especial para mim!

 

SWCP: Comente esta sua afirmação: "Os Robots fazem-me feliz". 



D.C: Os robôs fazem-me feliz!  Não sei porquê, mas sinto que os robôs que construo são uma extensão de quem eu sou.Quando não estou a trabalhar, gosto de projetar robôs para me divertir. Adoro fazer robôs que fazem coisas que exigiriam paixão e outras qualidades humanas...  No cinema desenho com uma ideia de como esse personagem vai expressar o sentimento.  Os olhos são uma grande fonte de emoção, mas nem todo personagem tem olhos, ou uma boca, ou mesmo um rosto, então devemos encontrar outras maneiras de dar-lhes a capacidade de se expressar; Às vezes são as mãos que fazem o que um rosto pode não ser capaz, às vezes é feito de outras maneiras. Em casa gosto de fazer robôs que de alguma forma se conectam com as coisas mais bonitas da vida.Para mim é natureza e música.Acho que farei muito mais disso se algum dia me aposentar.

 

SWCP: Em que projetos está atualmente a trabalhar? 



D.C: Infelizmente, esta pergunta não posso responder.Estou sempre sob acordos de confidencialidade, mas posso dizer que você vai adorar todos eles! Neste ponto, só posso dizer que fiz um trabalho de animatrónica e marionetista no próximo filme de ALIEN ROMULUS... Isso é tudo o que me é permitido dizer...Trabalhei em outros dois filmes desde então, mas esses ainda não posso citar.

 

SWCP: Que mensagem gostaria de enviar aos seus fãs?

D.C: Tenho algumas. Sejam apaixonados e vivam o momento. Muitas pessoas perguntam-me sobre como podem entrar em Hollywood para fazer o que eu faço. Eu sempre falo honestamente e digo que precisam de muito trabalho duro e muita sorte. Isso significa que muitas pessoas talentosas não conseguirão por causa das circunstâncias e não por falta de habilidade. O ponto que quero enfatizar é que se você tem paixão, você vai gostar do processo e obter grande prazer fora do caminho que está trilhando. Sem paixão você só vai se preocupar em chegar ao destino... Se não der certo, você vai sentir-se fracassado, mas a pessoa que aproveitou cada pequeno passo que a tornou melhor no seu ofício terá vivido um enorme sucesso, não importa se "conseguiu" em Hollywood ou não. Este conselho também se aplica a todo o resto.

Além disso, gostaria de sugerir que a paixão é uma qualidade humana. Não se apaixonem pela IA(Inteligência Artificial). Usem-na conforme necessário, mas lembrem-se que a arte requer paixão e paixão não pode ser programada num software... Quanto mais decisões vocês passarem para o computador, menos valiosa será a vossa arte; mesmo que pareça ótimo... 


Preocupo-me que a IA possa sequestrar a arte. Podemos ficar preguiçosos e deixar que faça demais.Qualquer pessoa, mesmo pessoas sem paixão, vai lançar material que é aceite como boa arte, mas quando a internet for inundada com esse tipo de arte "boa", ela deixará de ser boa e se tornará simplesmente média. Se não dermos valor às incontáveis horas que um ser humano leva para pegar a sua paixão e aprender a incorporá-la nos seus projetos, então a arte e a paixão irão silenciosamente embora para morrer. É por isso que abraço o fator humano o máximo possível. Na maioria dos casos é o animador em CGI que traz o calor, e o marionetista em efeitos práticos que transfere as suas emoções para os bonecos (mesmo quando o fantoche é um robô)... Muita automação só serve para tirar o calor e a emoção de uma forma de arte. Alerto as pessoas que, apesar da curiosidade que a IA desperta, elas devem olhar um pouco para o futuro e decidir agora se é para onde querem que as coisas para lá se encaminhem.

David Covarrubias

Animatronics Designer

instagram: ojodedavid

FB: david.covarrubias2 




ENGLISH VERSION: 

Mechanical Designer, animatronics designer David Covarrubias has worked on all kinds of feature-films and Television shows: Iron Man, Instintc, The Lost World: Jurassic Park,AVP2: Aliens vs. Predador 2,Avatar,The Mandalorian,among many others.

 

SWCP: How and when did you become interested in animatronics and special effects at a professional level? 



D.C: My interest in animatronics began long before I knew this career even existed.  As a kid I loved robot toys… I would play with them for a while and then tear them apart to see what was inside.  As I grew older, my parents owned a small aerospace manufacturing company.  I learned manual and CNC machining at a very young age, but something about making parts for airplanes under very strict guidelines just didn’t appeal to me.  I think what was missing was the ability to do things my own way and to be creative.  I spent my free time using the equipment to make robots out of recycled motors, lawn mower parts, etc.  I enjoyed that hobby a lot.  But after high school, I still had no idea what I wanted to do for a living.  I figured I would probably have to get an engineering degree and get a job at an aerospace company.  I wasn’t too convinced, so I decided to go to junior college for a year or two while I figured it out.  During that time, I saw my first television episode of a show called “MOVIE MAGIC”.  It showed behind-the-scenes footage of how some of the best Special Effects films were made.  Seeing people making these super creative film “robots” was amazing!  I knew at that moment that this was what I was meant to do.

 

 SWCP: Tell us about your work on the Star Wars TV series. 

 


D.C: On the Television Star Wars series, I worked mostly as an animatronic designer for LEGACY EFFECTS as well as a SAG puppeteer during the filming.  I must have worked on dozens of droids and other characters at one capacity or another such as the Rickshaw droid in Book of Boba Fett, but the more popular ones were Kuiil the Ugnaught, and Professor Huyang more recently in Ashoka. I was also responsible for designing robotic walking legs for Grogu.

 

 SWCP: You worked at Stan Winston Studio for several years. What memories do you have of that experience? 



D.C:  I have very fond memories of Stan Winston and his studio. During my time there, I worked on many films and commercial including Gorillas for INSTINCT, Raptors for THE LOST WORLD, Dr Claw for INSPECTOR GADGET, Michael Jackson’s GHOSTS, SMALL SOLDIERS, ISLAND OD DR MOREAU, etc… I was also able to do some live events including the robotic suit built for Beyonce’s appearance at the BET Awards, and many others. This was a magical time in the industry. We had time, money, and passion to create…  with this combination it felt like there wasn’t anything we couldn’t do…  Stan was always raising the bar. If something we did was great in the previous film, it would have to be even better in the next one!  He pushed us hard, but it was always a push in the direction we wanted to go…  He was a great man and I miss him a lot.

 

 SWCP: We know that you are an unconditional fan of the Mexican national football (Soccer) team. What do you know about Portuguese football? 

 

D.C: I am a huge fan of my national team as well as CHIVAS which is the team from the city where I was born in Mexico (Guadalajara).   I grew up with football. My grandfather was a professional first division soccer player and later went on to coach… I was still very young back then, but he would take me to the practices often. I think my love for the sport originated from my grandfather.

As far as Portuguese Soccer, I know it is not painful to watch like it sometimes is when watching the teams I support in Mexico.  I know you have one of the best players!  I was fortunate enough recently to work with Cristiano Ronaldo. We did a life-sized replica of him which included some limited facial movement and some programmable illuminated muscles…  I was the mechanical designer and got to take it to Japan where it was unveiled by Cristiano himself!  It was a very special moment for me!

 

 SWCP: Comment on this statement of yours: "Robots make me happy". 

D.C: Robots do make me happy!  I don’t know why, but I feel like the robots I build are an extension of who I am.  When I am not working, I like to design robots for fun.  I love to make robots that do things that would require passion, and other human qualities…  In film I design with an idea of how this character will express feeling.  Eyes are a great source of emotion, but not every character has eyes, or a mouth, or even a face, so we must find other ways to give them the ability to express themselves; sometimes it is the hands that do what a face might not be able to, sometimes it is done in other ways.  At home I like to make robots that somehow connect with the most beautiful things in life.  For me it is nature and music.  I think I will be doing a lot more of that if I ever retire.

 

 SWCP: What projects are you currently working on?



D.C: This question unfortunately is one that I cannot answer.  I am always under non-disclosure agreements, but I can tell you that you will love them all!  At this point I can only say that I did Animatronic and puppeteering work on the upcoming ALIEN film ROMULUS… That’s all I am allowed to say about that one…  I have worked on two other films since then, but those I can’t name just yet.

 

 SWCP: What message would you like to send to your fans?

D.C: I have a few. Be passionate and live the moment. Many people ask me about how they can get into Hollywood to do what I do. I always speak honestly and say that you need a lot of hard work and a lot of luck. This means that a lot of talented people will not make it because of circumstances and not because they lack skill. The point I want to stress is that if you have passion, you will enjoy the process and get great pleasure out of the path you are walking. Without passion you will only care about getting to the destination… If it doesn’t work out, you will feel failure, but the person who enjoyed every small step that made them better at their craft will have lived a huge success no matter if they “made it” in Hollywood or not. This advice applies to everything else too.

 


Also, I would like to suggest that passion is a human quality. Don’t fall in love with AI. Use it as needed, but remember that art requires passion and passion cannot be programmed into a piece of software… The more decisions that you pass onto the computer, the less valuable your art will be; even if it looks great…

I worry that AI could hijack art. We can get lazy and let it do too much.  Anyone, even people without passion, will put out material that gets accepted as good art, but when the internet becomes flooded with this type of “good” art, then it will stop being good and become simply average. If we don’t give value to the countless hours that it takes a human to take their passion and learn to embed it into their designs, then art and passion will silently walk away to die. This is why I embrace the human factor as much as possible. In most cases it is the animator in CGI that brings the warmth, and the puppeteer in practical effects that transfers his/her emotions onto the puppets (even when the puppet is a robot) … Too much automation only serves to take the warmth and emotion out of an artform. I caution people that, despite the curiosity AI evokes, they should look a bit into the future and decide now if that is where they want things to go.

David Covarrubias

Animatronics Designer

instagram: ojodedavid

FB: david.covarrubias2

 

quarta-feira, 15 de maio de 2024

Sigourney Weaver poderá juntar-se ao elenco de The Mandalorian & Grogu

 

A lenda da ficção científica Sigourney Weaver,enfrentou alienígenas que abraçam o rosto e colonizadores em planetas verdes exuberantes, mas nunca enfrentou Stormtroopers e caçadores de recompensas galácticas. Até agora...já que Weaver está em negociações para se juntar ao elenco de The Mandalorian e Grogu, o primeiro filme de Star Wars a entrar em produção desde Star Wars: A Ascensão Skywalker de 2019, confirmou o The Hollywood Reporter.

O criador de The Mandalorian, Jon Favreau,será ser o realizador deste filme que deverá rodado a partir deste ano.Favreau, a chefe da Lucasfilm, Kathleen Kennedy, e o diretor criativo da Lucasfilm, Dave Filoni, serão os respetivos produtores.

Fonte: https://www.hollywoodreporter.com/

 

terça-feira, 14 de maio de 2024

DISNEY STORE – Clone Trooper 187th Legion Life-Size Helmet



 


Depois de muitos teasers, aqui está finalmente o capacete do  Clone Trooper da 187ª LEGION Life-Size disponível exclusivamente na Disney Store.
Este é um concorrente direto da série Star Wars: The Black Series, mas também inclui uma função de som com 10 réplicas. Podemos facilmente pensar que esta gama estará disponível brevemente em várias versões. Pode ser comprado no website da Disney Store francesa por 95 euros.




 

segunda-feira, 13 de maio de 2024

O Museu de Miniaturas e Cinema vai expôr o capacete original de Darth Vader


 

A 15 de junho de 2024, o Museu de Miniaturas e Cinema de Lyon receberá um dos capacetes originais de Darth Vader do episódio 5, O Império Contra-Ataca. É uma peça emblemática do cinema hollywoodiano que chega a Lyon permanentemente ao museu. 

Para marcar a ocasião e acompanhar a exposição do capacete de Vader, o museu está a organizar uma master class com Brian Muir, o escultor original do capacete de Darth Vader, um encontro imperdível a 15 de junho em Lyon.

Fonte: https://www.mintinbox.net/